Man Repeller
Livros

Man Repeller e um breve momento de relaxamento literário

Este talvez seja um dos livros que mais li rápido devido ao seu conteúdo. Man Repeller é a história por trás da criadora do blog de moda mais famoso da internet de autoria da personagem em questão deste livro, Leandra Medine.

Escrito em primeira pessoa, não chega a ser uma autobiografia. Mas esta é a história da vida de uma garota comum antes de sua fama no mundo da moda.

Man Repeller é uma história divertida, ainda mais contada pela própria autora-personagem-empresária-mulher-ícone que narra suas peripécias neste curto livro.

Apesar de ser uma leitura leve e despretenciosa de qualquer coisa, um olhar mais atento aos detalhes desta obra podem nos dar uma série de ensinamentos como amor próprio e o principal delas que percebi que foram as sutilezas cruéis que a moda se insinuava para crianças.

Não se trata apenas de uma biografia engraçada de uma jovem fashionista, mas sim de como devemos nos impor em diferentes meios dos quais pretendemos atuar. O livro também nos ajuda a entender como a autoestima e uma observação apurada é muito importante.

Quem é Man Repeller

Para quem não conhece ou acompanha o trabalho de Leandra à frente de seu blog, homônimo ao livro Man Repeller. Você simplesmente não vai entender como pode alguém ser tão debochada e irônica com assuntos relativamente sensíveis como sexo ser vendido como um produto na indústria da moda:

O sexo não era vendido apenas em produtos que podiam ser comprados. O sexo vendia sonhos, carreiras e oportunidades. O escândalo de Monica Lewinsky e do presidente Clinton, em 1998, é uma história tão antiga quanto a civilização humana (uma mulher usando a sexualidade para subir na vida).

Agora, falando tecnicamente de minha experiência de leitura, tenho algumas coisas para frisar. Algo que me incomodou neste processo foi a qualidade da impressão das páginas.

Mesmo sendo de uma ótima qualidade. Talvez para uma edição como esta que conta com fotografias. O papel Pólen não tenha sido uma escolha muito sábia por parte da editora Novas Ideias.

Outra está relacionada à diagramação das fotos impressas no livro, que além de pequenas (na minha opinião) estão todas em preta e branca. A capa do livro então, nem se fala, pois de relance parece um livro infantil ou esses chic-lit bobos.

Acredito que tais escolhas reflitam no preço final do produto, já que na época do lançamento devo ter pago uns R$19,90 no livro. Mas fica a reflexão para uma futura reedição da obra, quem sabe?

Carla Corrêa

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 33 anos e apaixonada por cravo, canela, café e chocolate. A mistura perfeita para uma vida perfeita e feliz. Nascida na era da internet, blogo desde 2008.

4 comentários

  1. Cláudia says:

    Ainda não li , mas já está na minha lista.

    1. Pode pegar lá comigo 🙂

  2. Oi Carla,

    Tudo bom? Caraca, que coincidência! Porque amanhã vai ter um post no meu blog sobre esse livro! Eu achei muito divertido e interessante. Também concordo com os pontos que você frisou. Me incomodei com a diagramação e com as páginas e, principalmente, com a capa porque poderiam ter feito uma mais interessante e menos bobinha.

    Bjs

    http://belsantanna.com/

    1. Ei Bel, não é?
      Estou lendo outro livro do qual tem uma parte dedicada às fotos da personagem. Vou te falar, que diferença viu. Acredito que a Editora influencia e muito no resultado de uma publicação viu.
      Obrigada pelo comentário… Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *