Labrador
Fotografia

Como eu transformei meu labrador em modelo

Esta é uma dessas sessões de fotos dos meus pets que merecem um prêmio de fotografia (rs). Por quê? Simplesmente porque o meu labrador não me obedece de forma alguma.

Para vocês entenderem u pouco do temperamento deste lindo cachorrinho, vou lhes apresentar: este é o Neruda, um labrador muito amoroso e afetuoso.

Tem 10 anos de idade e quando muito novo tinha muito gás e energia, mas hoje se resguarda em seu comportamento pacifico, observador e preguiçoso. Ele nunca foi um cão muito obediente, não ao que se refere brincadeira e posar para fotos, mas quando o tom da voz é de autoridade, ai sim ele obedece na primeira chamada.

Com isso vocês não imaginam a dificuldade que é capturar uma foto dele. Aproveitando o momento de rara socialização que ele teve, decidi fazer umas fotos para postar aqui no blog. Porque momentos fofos como este são tão difíceis que merecem ser registrado!

Modelo especial canino

Cachorro em dia de preguiça em casa

Um labrador aparentemente calmo

Como eu fotografo meu labrador

Mas o danado do bichinho se recusou totalmente a a fazer a pose da qual ele fica mais lindo e focinho: com a cabeça erguida e meio inclinada para o lado.

Aquela típica pose de labrador sabe? Em dez anos de convívio eu ainda não aprendi que, se ele não quer, a coisa não vai acontecer. Não importa quantos pedaços de pães eu lhe ofereça.

Mas no fim das contas, o pouco que consegui capturar ficou tão lindo que valeu o estresse. No fundo estas fotos revelam o lado acolhedor, aconchegante, reservado, austero e de tranquilidade que só o tempo pode nos dar.

Cachorro modelo

Labrador após um banho

Ensaiando fotos com um cão

Respeitando os limites

Porque não sei se vocês sabem, mas, 10 anos de idade para um cachorro de porte grande já é considerada idade avançada. Ou seja: ele é um senhor de idade e tenho que respeitar isso.

Portanto, como eu disse anteriormente, é preciso respeitar o momento do seu modelo, do cachorro no caso. Pois em um momento eles estão interativos e entretidos com algo e fazem poses perfeitas para fotografarmos.

E em outros momentos não querem saber de nada e se enfiam em lugares impossíveis de tirar uma foto. Por isso precisamos ter paciência e JAMAIS obrigar nossos bichinhos a fazem o que eles não querem.

Se você gostou deste post ensinando como eu fotografo o meu labrador e tem alguma dúvida, deixe aqui nos comentários. Vou adorar te ajudar dando dicas de como lidar com seu bichinho nesta situação!

Carla Corrêa

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 33 anos e apaixonada por cravo, canela, café e chocolate. A mistura perfeita para uma vida perfeita e feliz. Nascida na era da internet, blogo desde 2008.

2 comentários

  1. Muito fofo!!! É o nosso Neruda!

    1. Bonito por natureza!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *