Coisas aleatórias pilha de livros
Fotografia

Fotografando coisas aleatórias em casa

Aleatórias são aquelas coisas que encontramos ou vivemos ao acaso. Neste caso é a palavra que rege a minha vida. Não tenho muita frescura ou ânsia de adquirir produtos caros só para dizer que tenho, sendo que fotografar coisas aleatórias é muito melhor.

Para mim o mais importante é ter sentido e um valor afetivo e não monetário. Outro dia me peguei fotografando coisas aleatórias em meu quarto. Quando parei para editar estas fotos, vi que são coisas que estão sempre aqui presentes no meu dia a dia.

Quando fiz meu primeiro post sobre fotografia, eu não entendia bem como funcionaria esta Tag aqui no blog. Mas pensando bem, hoje sei que a finalidade não é apenas fotografar e mostrar, mas sim sintetizar apenas as coisas simples que valem a pena.

Coisas aleatórias decorativas: meu Super Mario Bros

Mac Lanche Super Mário

O meu querido boneco de brinde do MC Donalds que eu tanto adoro. Quando eu era criança adorava jogar o Super Mario Bros só pra poder cavalgar no Yosh. Mas foi depois de crescida que fui entender toda a lógica mecânica por trás do jogo.

Os significados semânticos das músicas, história e de seus quebra-cabeças. Só quem foi criança na década de 90 saberá apreciar este jogo e seu significado na vida dos adultos hoje. Quem cresceu jogando Super Mario com certeza sabe o que era a infância perfeita.

O brinquedo é um dos raros itens coloridos que deixo exposto no meu desk office, a outra boneca é a Florzinha das Meninas Superpoderosas. O Mario dá uma quebrada no ambiente sério que fica a minha mesa de trabalho, com isso, diminuindo minha ansiedade e aumentando meu foco. Podem ter certeza, esta técnica dá muito certo.

Coisas aleatórias na literatura

Pin do Quentin Tarantino

Outra paixão insana minha é pela obra e vida de Quentin Tarantino. Imaginem quando vi este livro, imediatamente (mesmo sem saber do que se tratava) comprei.

O projeto de Samuel Cardeal é um projeto financiado via Catarse que tem como objetivo de arrecadar fundos para poder publicar esta obra fantástica. Nem pensei duas vezes ao comprar este livro, já que eu o adoro mesmo sem ter o lido.

Quentin Tarantino e seus personagens épicos, não tem como dar errado. Com certeza teremos resenha deste livro aqui no blog. Só estou tentando organizar minha TBR para voltar a resenhar os livros já lidos que estão na fila de espera.

Outro motivo forte que me levou à comprar o livro do autor foi o apoio a autores brasileiros. Estou endossando a campanha que a Anna do Pausa para um Café que é a importância de apoiarmos autores nacionais.

Pois existem muitos escritores com projetos incríveis por aí que não têm oportunidade de publicar seus trabalhos por falta de incentivo. Já que agora estou comprando menos livros e pesquisando mais, talvez eu consiga fazer este apoio com mais frequência. Este batom em questão foi um brinde que recebi pela contribuição feita no Catarse e eu amei.

Coisas aleatórias decorativas: meu bibelô

Porta joias de bibelô

Sim, este é meu bibelô porta joias que apareceu centenas de vezes aqui no blog e continuará porque eu não me canso. Esta é a prova maior de que ele é muito importante para mim e que o estimo muito.

Apesar das marcas do tempo, hoje ele é apenas decorativo. Não me canso de ficar tirando fotos dele em cenários diferentes. Sempre que o faço fico admirando seus detalhes. Mas, além de adorar usa-lo como objeto para treinar macro fotografia. Já que eu costumo pegar sempre os mesmos objetos e fotografar em situações diferentes para comparar minha técnica.

Talvez esta seja uma técnica que eu posso compartilhar com vocês. Estudo por conta própria fotografia, e ao longo deste tempo aprendi o que dá ou não certo para mim.

E uma das coisas que deu muito certo foi repetir modelos e objetos em cenários diferentes. Isto me permitia trabalhar meu olhar de forma mais criativa. Além de conseguir comparar meus avanços em determinadas técnicas usadas.

E estes foram minhas três coisas aleatórias que eu tenho amado ter, observar e fotografar neste momento. Espero que tenham gostado dos meus objetos queridinhos do momento. Espero em breve poder trazer mais novidades aqui com coisas aleatórias novas. Porque aqui é assim: um dia estão favoritadas, mas depois saem para lugar à outras novas!

Carla Corrêa

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 33 anos e apaixonada por cravo, canela, café e chocolate. A mistura perfeita para uma vida perfeita e feliz. Nascida na era da internet, blogo desde 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *