Objetos para ajudar a ter clareza mental
Autoconhecimento

Clareza mental para realizar seus objetivos

Durante muito tempo, eu li e ouvi pessoas falarem sobre clareza mental em praticamente tudo o que eu consumia de conteúdo de autoconhecimento. Porém, nunca entendia bem o real significado destas duas palavras. Mas com o passar do tempo, descobri os fundamentos e como colocar na prática.

O que é ter clareza mental

Uma reflexão que fiz sobre o assunto me ajudou a compreender a importância da clareza mental em minha vida. Com isso, aprendi que ter clareza mental é a sua capacidade de realizar tarefas de forma objetiva e escolhas concientes.

Conseguir compreender e aplicar o conceito na prática pode levar o tempo de cada um, mas no fim acaba compensando toda espera. Pois quando aprendemos sobre o que é ter a mente equilibrada, passamos a pensar e executar tarefas de maneira mais ordenada.

A clareza mental nos possibilita ser mais racional e organizados, pois através dela passamos a compreender que certas situações são necessárias em nossas vidas para aprendermos algo.

Como trabalhar a clareza mental

Não existem regras fixas ou uma receita que todo mundo possa seguir para conseguir este objetivo. Mas algumas práticas que adotei como hábito para minha vida me ajudaram neste processo que foram:

  • prática constante de Mindfulness;
  • atividade física regular (diária);
  • leitura de livros e artigos sobre autoconhecimento;
  • criar e utilizar um diário da gratidão;
  • abandonar a TV convencional.

Se eu puder destacar os principais hábitos que me ajudaram a transformar o caos de minha mente em algo mais ordenado, posso apontar a prática de mindfulness e a atividade física diária. Já falei aqui no blog neste post um pouco sobre a importâncias do mindfulness, atenção plena, e como ela transformou minha vida.

Já a prática de atividade física, academia diariamente e Yoga aos finais de semana, estão me dando um equilíbrio mental e físico que eu não imaginava poder conseguir sozinha. Estas duas práticas em especial foram essenciais para me ajudar a trabalhar minha clareza mental.

O que mudou em minha vida

Além do ganho de qualidade de vida, sinto que agora consigo tomar decisões melhores e ser menos reativa a determinadas situações e resiliente em outras. Mas isto não quer dizer que agora sou uma pessoa totalmente equilibrada e sem problemas na vida. Não, pelo contrário, ainda tenho muito a aprender e colocar em prática.

A parte mais  interessante deste aprendizado e que me deixa otimista é que o processo é continuo e nunca acaba. Pois sempre temos algo novo a aprender, principalmente quando se trata de situações que envolvem terceiros e que precisamos administrar em nossas vidas. Quer exercício melhor de clareza mental do que aprender a aceitar que o que não está sob nosso controle não deve nos abalar?

Se antes eu era uma pessoa que sofria muito por antecipação, ansiedade, hoje consigo parar, respirar e pensar. O que tem me ajudado bastante também com relação as minhas metas e objetivos de vida, tanto pessoal como profissional. Uma delas é a otimizar melhor meu tempo com realça as minhas tarefas e metas.

5 práticas  e exercícios para trabalhar a sua clareza mental no dia a dia

A seguir, vou listar algumas práticas e exercícios que tenho realizado todos os dias que têm me ajudado a abrir caminhos, como auto cuidado e que colaboram para a minha clareza mental diária. Pois como eu disse anteriormente, esta é uma prática que deve ser aplicada constantemente pro resto de sua vida!

1. Reflita o seus porquês

O maior desafio que eu tive, e acredito que muitas pessoas têm, é com relação a tirar um momento para refletir seja sobre sua vida ou o dia. Como nossa vida é muito corrida, pois a minha é também, acabamos deixando pra lá um momento importante do nosso dia que é processar tudo de bom e ruim que vivemos.

Por isso eu quero reforçar a importância de tomarmos consciência sobre nossas questões e refletir sobre. A gente não entende porque se aborrece ou se sente feliz com determinadas situações, e isso tem um porquê. Porém, nunca saberemos entender porque isso acontece se a gente não compreende o processo.

Por isso, vamos dedicar algum tempo do nosso dia, seja aqueles 5 minutinhos entre um café e outra tarefa para ficarmos em silêncio e analisando os acontecimentos do dia até aquele momento, as sensações que estamos sentindo ou a falta destas sensações.

2. Respeite seus limites

Algo muito importante para se obter clareza mental é justamente entender e respeitar seus limites. Digo isso porque, quando iniciamos uma nova atividade, física ou estudos, queremos dar o nosso máximo no início a fim de recuperar o “tempo perdido” sem aquela prática. Porém, isso é um grande erro, pois toda atividade precisa de uma disciplina, um tempo recorrente para dedicação.

Isso não quer dizer que você não deva se comprometer e se dedicar 100% àquilo. Você pode estar focado e ao mesmo tempo respeitar aquele limite de descanso até que esteja pronto para fazer novamente.

Foi por conta de um stress muscular que eu aprendi que fazer musculação todos os dias não me traria os resultados que eu desejava. Muito menos passar 4 horas e meia todos os dias fazendo Yoga me deixaria mais equilibrada em poucos dias.

Respeitar seus limites é saber que você precisa parar para recarregar suas energias novamente para poder recomeçar com força total. Não tente comprimir em um só instante aquilo que você levaria vários dias ou meses, porque isso vai te trazer problemas ao invés de resultados positivos.

3. Cuide de sua saúde mental

Quando eu digo para você, e eu me incluo nisto, cuidar mais de sua saúde mental, não me refiro apenas em se consultar com um terapeuta, mas sim em cuidar de sua mente o tempo todo.

No tópico de exercícios que pratico, sugeri abandonar a tv convencional. Isso porque levando em consideração o seu formato, telejornais e programação normal, não estavam acrescentando nada ao meu conhecimento.

Pelo contrário, o noticiário me deixava deprimida e com ansiedade. Enquanto a programação da TV aberta e paga não entregavam nenhum tipo de conteúdo que valesse a pena eu investir um tempo do meu dia a ele.

Com o passar do tempo, substitui por completo a TV por séries e o YouTube. Isso foi um ganho imenso para minha saúde mental, uma vez que eu escolhia o que queria ver e quando. Mas isso não quer dizer que eu me alienei completamente ao que acontece. Sim, eu ainda leio uma ou outra coisa sobre notícias, mas bem superficialmente apenas para me manter informada.

4. Cultive o hábito de escrever

O hábito de escrever tem o poder de colocar nossos pensamentos em ordem e criar um fluxo para eles de forma que consigo priorizar as coisas. Pode parecer bobo isso, mas o simples fato de fazer uma lista de tarefas e de coisas que preciso comprar já fazem a diferença.

Sinto que quando vou ao mercado com uma lista pronta, fica mais difícil eu me perder e acabo realizando as compras mais rápido. No ano passado tirei do papel uma série de objetivos que eu queria por em prática. E graças a este trabalho constante de treinamento para ter clareza mental, eu consegui realizar muitas tarefas. Por isso a importância de escrever seus desejos e objetivos para depois terá-los do papel e realizá-lo.

5. Praticando Yoga

Depois que comecei a fazer academia, senti ainda mais necessidade de complementar meus exercícios de musculação. Ou seja, além de trabalhar os músculos e o físico, sinto que preciso intercalar isso com o equilíbrio mental e corporal. A Yoga era algo que eu desejava fazer há algum tempo, porém sempre estava dando alguma desculpa para não fazer.

 A Yoga, por exemplo, me possibilita ter melhor postura no trabalho e quando estou em casa fazendo tarefas simples. Além de sentir outros benefícios como melhor qualidade do sono e mais disposição para fazer as coisas, atribuo todos estes ganhos ao conjunto.

Todas as práticas e estudos estão de uma forma sincronizada me proporcionando mais resistência para me manter focada e com uma clareza mental que antes eu não tinha.

Por isso recomendo que cada um experimente ou crie um processo com rotinas que se encaixem em seu estilo de vida. De nada adianta querer copiar o que faço se você não tem a mesma disposição.

E aí, gostou deste conteúdo? Então ajude mais pessoas a terem acesso a ele e compartilhe em suas redes sociais. Não se esqueça de me seguir no meu Instagram. Pois lá eu compartilho mais conteúdos como este em tempo real!

Carla Corrêa

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 33 anos e apaixonada por cravo, canela, café e chocolate. A mistura perfeita para uma vida perfeita e feliz. Nascida na era da internet, blogo desde 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *