oração Ho'Oponopono
Autoconhecimento

Conheça a oração Ho’Oponopono original

Conheça a mais famosa e poderosa oração Ho’Oponopono para você se libertar de mágoas e sentimentos que impedem seu desenvolvimento pessoal. Realize em sua vida a cura através do perdão com palavras capazes de arrebatar qualquer mal em sua vida!

Origem da oração

Você já deve ter ouvido ou lido por aí estas quatro simples, porém poderosas afirmações: sinto muito, me perdoe, sou grata, eu te amo. Então, você deve ter se deparado com as afirmações retiradas da oração Ho’Oponopono original.

O Ho’Oponopono é um antigo sistema de cura ancestral de tribos Havaianas. Sempre que surgia algum tipo de atrito ou problema entre os membros daquela comunidade, os envolvidos naquele problema específico, se reuniam. Junto, um membro treinado (como numa espécie de sacerdote na nossa cultura), atuava como um mediador do encontro, para auxiliar na cura e resolução da cura do problema daquele grupo.

Durante o encontro, cada participante tinha seu momento de fala, onde expressavam seus sentimentos, dores e mágoas causadas pela ação daquele presente que de alguma forma o prejudicou. E assim a reunião era conduzida, até que todos os participantes se pronunciassem.

Contudo, Morrnah Simeona foi a responsável por criar um processo da oração moderna que conhecemos, que é o Ho’Oponopono da Identidade Própria. Graças a Morrnah, hoje temos em mãos uma das mais poderosas orações sobre acolhimento, entendimento e perdão dos sentimentos.

Oração Ho’Oponopono da Identidade Própria

Divino Criador, Pai, Mãe, Filho, todos em Um. Se eu, minha família, meus parentes e antepassados, ofendemos sua família, parentes e antepassados, em pensamentos, fatos ou ações, desde o início de nossa criação até o presente, nós pedimos o seu perdão. Deixe que isso se limpe, purifique, libere e corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas. Transmute essas energias indesejáveis em pura luz e assim é.

Para limpar o meu subconsciente de toda carga emocional armazenada nele, digo uma e outra vez, durante o meu dia, as palavras-chave do ho’oponopono: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato. Declaro-me em paz com todas as pessoas da Terra e com quem tenho dívidas pendentes.

Por esse instante e em seu tempo, por tudo o que não me agrada em minha vida presente: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato. Eu libero todos aqueles de quem eu acredito estar recebendo danos e maus tratos, porque simplesmente me devolvem o que fiz a eles antes, em alguma vida passada: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.

Ainda que me seja difícil perdoar alguém, sou eu que pede perdão a esse alguém agora. Por esse instante, em todo o tempo, por tudo o que não me agrada em minha vida presente: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.

Por esse espaço sagrado que habito dia a dia e com o qual não me sinto confortável: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato. Pelas difíceis relações às quais só guardo lembranças ruins: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.

Por tudo o que não me agrada na minha vida presente, na minha vida passada, no meu trabalho e o que está ao meu redor, Divindade, limpa em mim o que está contribuindo para minha escassez: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.

Se meu corpo físico experimenta ansiedade, preocupação, culpa, medo, tristeza, dor, pronuncio e penso: “minhas memórias, eu te amo. Estou agradecido pela oportunidade de libertar vocês e a mim”. Eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.

Neste momento, afirmo que te amo. Penso na minha saúde emocional e na de todos os meus seres amados. Te amo. Para minhas necessidades e para aprender a esperar sem ansiedade, sem medo, reconheço as minhas memórias aqui neste momento: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.

Amada Mãe Terra, que é quem eu sou: se eu, a minha família, os meus parentes e antepassados te maltratamos com pensamentos, palavras, fatos e ações, desde o início da nossa criação até o presente, eu peço o teu perdão. Deixa que isso se limpe e purifique, libere e corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas. Transmute essas energias indesejáveis em pura luz e assim é.

Para concluir, digo que esta oração é minha porta, minha contribuição à tua saúde emocional, que é a mesma que a minha. Então esteja bem e, na medida em que vai se curando, eu te digo que: eu sinto muito pelas memórias de dor que compartilho com você. Te peço perdão por unir meu caminho ao seu para a cura, te agradeço por estar aqui em mim. Eu te amo por ser quem você é.

Afirmações do Ho'Oponopono

Finalizando a oração

Sempre que precisar e achar necessário, leia esta oração Ho’Oponopono em voz alta. Mas, você também pode fazer a forma resumida utilizando seu Japamala repetindo as 4 afirmações por 108 vezes.

Contudo, lembre-se de acrescentar o nome da pessoa que deseja obter ou enviar o perdão, antes de começar as afirmações, por exemplo: Camila, sinto muito, me perdoe, sou grata, eu te amo.

Se você é adepta da oração Ho’Oponopono e já conseguiu realizar milagres com ela, deixe nos comentários o seu relato para que este post possa chegar em mais pessoas e ajudá-las com esta mensagem de perdão!

Carla Corrêa

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 33 anos e apaixonada por cravo, canela, café e chocolate. A mistura perfeita para uma vida perfeita e feliz. Nascida na era da internet, blogo desde 2008.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *