autoestima
Autoconhecimento

Você sabe como anda a sua autoestima?

Durante o período de quarentena, tem sido comum nossa autoestima ficar abalada e até mesmo em baixa. Neste post, vou te ajudar a cuidaria sua percepção sobre a sua mente e corpo!

Neste período de quarentena em que vivemos é comum termos certos tipos de questionamento, por exemplo como podemos manter o ritmo mesmo estando em casa. No entanto, vejo muitas pessoas se cobrando por estarem paradas sem estarem desempenhando as mesmas tarefas de antes. E pior, vejo muitas outras questionando e criticando as demais por certos tipos de comportamento.

Autoestima e a opinião alheia

Quem recebe certas críticas sabe como isso afeta diretamente nossa autoestima. Eu mesma, tinha um estilo de vida completamente diferente de hoje. Saia, ia trabalhar, ia pra academia, ia pro Yoga, ia frequentemente ao mercado. Agora minha rotina, como de milhares de pessoas, mudou radicalmente. Não malho em casa, tenho praticado pouco Yoga, tenho comido desregradamente doces e tudo bem.

Gente, está tudo bem! Se você criou uma rotina em casa parecida com a sua vida de antes, se consegue malhar disciplinadamente, se alimenta bem, meus parabéns. Mas se você, assim como eu, decidiu ficar mais quieta e introspectiva, tudo bem também. Não se cobre por isso e muito menos se sinta mal por isso.

Julgamentos que abalam a sua autoestima

É inevitável que em tempos de crise, como o que estamos vivendo, a gente acabe se cobrando por certos tipos de comportamentos. Sejam eles bons ou maus, o que nos leva aos julgamento que nos impomos por conta disso.

Os julgamentos estão diretamente ligados à nossa autentica. Por isso, precisamos aprender acolher nossos julgamentos e tentar entender porque temos esse tipo de pensamento e atitude.

Fato é, que ao nos julgarmos, entramos em uma espiral negativa que só atrai ainda mais problema para nossas vidas. Ao nos julgarmos, nos cobramos por coisas que não podemos ter ou fazer na hora, isso nos leva a frustração, a frustração nos leva ao sentimento de fracasso e o fracasso ao de tristeza e depressão.

Tenha um propósito

Já pensou em quantos problemas podemos evitar em nossas vidas se passássemos mais tempo buscando alcançar ou mesmo traçar propósitos para nossa vida? Pois bem, esta é exatamente a mensagem que eu gostaria de passar.

Quando temos um objetivo em nossas vidas, temos pelo que lutar e uma meta a perseguir. Sendo assim, não nos sobra tempo para julgamentos ou pensamentos ruins. Saiba, nunca é tarde para parar e repensar seus hábitos e como eles têm influenciado diretamente em sua autoestima. Pense nisso!

E aí, gostou deste conteúdo? Compartilhe este post com alguém especial que deseja transmitir uma mensagem positiva e deixe nos comentários como está a sua autoestima neste momento!

Carla Corrêa

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 33 anos e apaixonada por cravo, canela, café e chocolate. A mistura perfeita para uma vida perfeita e feliz. Nascida na era da internet, blogo desde 2008.

2 comentários

  1. Cláudia says:

    Muito interessante. Realmente o isolamento acaba deixando a gente mais sensível!

    1. Ficamos mesmo. Por isso é importante mantermos a mente tranquila e mantermos a calma. uma ótima dica é a meditação guiada. Tem aplicativos que oferecem o serviço parcialmente gratuito e você pode encontrar meditações de graça no próprio YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *